Praia Grande em segurança

Atualizado: Set 29

Por Peter Nardotto


Os recentes investimentos realizados no setor tecnológico da Cidade, pela Administração Municipal, estão garantindo – cada vez mais – a segurança de seus cidadãos.




Não é de hoje que a Praia Grande é tida como referência nessa área. A Cidade foi pioneira no investimento em câmeras de monitoramento, ocorrido no ano de 2001. E atualmente, por manter suas aplicações nesse setor, o município conta com o maior parque tecnológico não só da região, mas de todo o Brasil.


Entre o ano de 2017 e 2020, foram adquiridas cerca de mil câmeras de monitoramento. Até maio desse ano, para se ter uma ideia, foram instalados mais de 57 equipamentos – o que mostra uma média de mais de dez câmeras instaladas ao mês.


De acordo com o secretário de Assuntos de Segurança Pública, Maurício Izumi, os investimentos serão constantes nessa área, mas é preciso continuar também aliando as câmeras adquiridas aos serviços dos modernos softwares, que o Centro Integrado de Comando e Operações Especiais (Cicoe) disponibiliza. Inclusive, todo o progresso conquistado nesse campo se deve – em grande parte - a dois destaques tecnológicos: câmeras OCR (reconhecimento ótico de caracteres) e câmeras de reconhecimento facial.


As primeiras, são responsáveis por facilitar as investigações e localizações de veículos furtados ou roubados, afinal, elas detêm de uma tecnologia capaz de identificar a placa do automóvel a partir do momento em que ele entrar ou sair do município. Dessa forma, assim que o crime é comunicado à Polícia Militar ou Guarda Civil Municipal (GCM) já é feito um “cerco” em torno de alguns dos atuais 164 pontos dotados com esse sistema, na Cidade.


Já as câmeras de reconhecimento facial servem de suporte para a Polícia Civil e Militar na identificação de foragidos da justiça. Atualmente, há 77 áreas monitoradas com este recurso – utilizado, inclusive, em eventos e shows realizados no kartódromo, durante o período pré-pandêmico.


Não se pode deixar de lado também o uso e a importância dos drones. Esses, que são veículos aéreos não tripulados e controlados remotamente, ficam à disposição da Guarda Municipal, em sua central de monitoramento. Nos últimos tempos, durante a pandemia do COVID-19, esse tipo de equipamento foi utilizado para identificar locais com aglomerações de pessoas.


Todo esse conjunto de investimentos em tecnologia foi e ainda está sendo fundamental para o combate à criminalidade. Só o sistema das câmeras OCR já reduziu em 60% os índices criminais de furto e roubo de veículos no município. Ainda segundo o secretário, a pretensão é chegar a 4 mil equipamentos, durante os próximos anos.



40 visualizações0 comentário